Skopje, a capital da Macedónia, é uma das jóias desconhecidas dos Balcãs

Em Skopje, a arquitetura comunista e o brutalismo de alguns edifícios emblemáticos, como a universidade Cirilo e Metódio ou a estação principal dos correios, funde-se com novos edifícios que apelam para a identidade nacional. As dezenas de esculturas gigantescas também não deixam o turista indiferente. Novos ares sopram em Skopje… Vamos descobri-los?

iStock
Foto de capa: Alamy

Bairro turco (Carsija)

É uma das principais atrações da cidade. Depois de cruzar a Praça da Macedónia e a Ponte de Pedra, o turista dá de caras com o bazar turco. Barracas de couro e casacos de pele a um ótimo preço, casas de chá de sonho, onde se pode desfrutar de um bom narguilé/xixa ou café turco, dezenas de lojas de jóias, onde se pode encontrar prata, ouro e filigranas ao quilo, mesquitas com cheiro a incenso e que nos transportam para um Oriente que está muito perto… Passear pelo bairro turco é um dos maiores prazeres de Skopje. Sentar-se a ouvir a música para orar e deixar-se levar pelas lojas de tapetes e trajes tradicionais, sem olhar para o relógio, é algo que ninguém deve perder.

 

iStock

A fortaleza

Com o bairro turco a seus pés, a fortaleza de Skopje, juntamente com o Monte Vodno, domina a cidade. Fica a vinte minutos a pé da Praça da Macedónia e aconselha-se a sua subida para apreciar a vista da cidade. Embora não esteja muito bem cuidada e em dias chuvosos pode ser frustrante andar na lama, é interessante contemplar as contradições arquitetónicas da capital e depois ir ao bazar e beber um chá quente.

 

iStock

Igreja Ortodoxa São Clemente de Ohrid

Localizada na avenida Partizanski Odredi e a apenas dez minutos do centro, esta igreja ortodoxa é impressionante pelo seu tamanho (é a maior da Macedónia) e pelas pinturas no seu interior. Projetada por Slavko Brezoski e inaugurada em 1990, vale a pena visitá-la. As cores vivas das pinturas que decoram a capela chamam a atenção, assim como a cúpula principal do recinto. A entrada é gratuita.

 

iStock

Museu da Luta Macedónia

O impressionante Museu da luta da Macedónia é um relato vivo da história deste país. A entrada vale 300 dinares macedônios (5 euros aproximadamente) e 120 dinares (2 euros) para estudantes e inclui uma visita guiada em inglês, de cerca de trinta ou quarenta minutos. Ao longo de diferentes e cuidados pavilhões, o visitante fica com uma ideia do motivo pelo qual os macedónios têm um caráter forte. Desde o aparecimento do Império Otomano, passando pela Segunda Guerra Mundial, a Jugoslávia e as guerras que ensanguentaram as ruas dos países dos Balcãs na década dos anos 90, este museu é uma visita obrigatória para quem quer entender a história que se esconde debaixo das pedras deste, muitas vezes, desconhecido país.

 

Alamy

Galeria Nacional

Dentro do bairro turco, há dois antigos hammams (banhos árabes) que foram restaurados como galerias de arte. Os belos interiores mostram obras de autores macedónios altamente recomendados para pessoas interessadas em arte. A entrada para a Galeria Nacional é irrisória, 50 dinares (80 cêntimos) e permite conhecer alguns dos principais pintores e escultores macedónios e absorver a arte que é respirada neste país. Altamente recomendada.

 

Alamy

Edifícios brutalistas

Se é a primeira vez que visita os Balcãs, ficará sem palavras diante dos edifícios brutalistas. Em 1963, Skopje sofreu um terramoto, em que mais de 2000 pessoas morreram. Metade dos edifícios da cidade ficaram destruídos e o governo propôs um concurso público para reconstruir a cidade, na época em ruínas. O concurso foi ganho pelo arquiteto japonês Kenzo Tange que, seguindo as orientações da época (naquela altura, a Macedónia fazia parte da Jugoslávia comunista de Tito), concebeu uma série de edifícios brutalistas, que ainda hoje existem e deixam o turista sem palavras.
De visita imprescindível são o edifício da universidade Cirilo e Metódio (a 20 minutos a pé do centro da cidade e projetada por Marko Music, em 1974), o edifício dos correios (ao lado da Praça da Macedónia e projetado por Janko Konstantinov, em 1974) ou o edifício da rádio e televisão nacional (projetado por Kiril Acevski e construído entre 1971 e 1983).

 

iStock

Bit Pazar

No final do bairro turco e a meio caminho entre o centro e a universidade, está o Bit Pazar, o maior mercado de Skopje, onde podem ser encontrados todos os tipos de produtos e pechinchas. Pode comprar fruta fresca da época a um bom preço, nozes, paprika para oferecer (vem em sacos muito práticos), queijo, tâmaras, roupas e artigos para o lar. Vale a pena dar um passeio e tirar algumas fotografias coloridas às pilhas de especiarias.

 

Plaza de Toros

Viva a famosa noite em Skopje

Nas margens do rio Vardar, no centro, existem dezenas de bares de música com música ao vivo e são a desculpa perfeita para tomar uma bebida e aproveitar a noite de Skopje. Se quiser dançar música latina, tem que ir à mítica Plaza de Toros, um lugar cubano com boa música, mojitos a um bom preço e uma decoração espetacular.

 

iStock

Faça compras

Na Praça da Macedónia, há alguns centros comerciais para se refugiar do frio no inverno (Skopje pode atingir os quinze graus abaixo de zero, em pleno inverno) e do calor no verão (a temperatura sobe até aos 40 graus). Uma boa alternativa caso chova ou se quiser descansar após os muitos passeios turísticos.

 

Encontre autores macedónios na livraria Literatura.Mk

Também na Rua da Macedónia, encontra-se uma das mais belas livrarias da cidade, a Literatura.MK. Uma oportunidade perfeita para comprar um livro de autor macedónio traduzido e deixar-se levar pelas palavras e histórias de um café da cidade.

 

Into the Balkans

Visite o memorial Madre Teresa de Calcutá

Na Rua da Macedónia, que sai da Praça da Macedónia, está a casa memorial de Madre Teresa de Calcutá, que era macedónia. Embora o Memorial não tenha nada de especial, alguns turistas poderão achá-lo interessante.

iStock

Cruz do Milénio

Caso tenha mais alguns dias, sugere-se a subida à Cruz do Milénio, uma cruz de 66 metros de altura no Monte Vodno, inaugurada em 2011 e financiada pela Igreja Ortodoxa da Macedónia e o governo macedónio, como símbolo de celebração dos 2000 anos de Cristianismo no mundo. A partir de Skopje, pode ir de táxi, transporte público ou pode subir, caso esteja em boas condições físicas.

 

Nos arredores da cidade

Também pode fazer uma viagem de um dia ao desfiladeiro e ao lago Matka, a cerca de 20 km de Skopje.

 

Outras leituras de interesse:

 

In: traveler.es
Tradução: Into the Balkans

 

Este sitio es propiedad de la empresa Talas Travel, agencia de viajes nº 33/2015, de derecho serbio.

Diseño: Joana Figueiredo | Desarrollado por: Sites Sem Espinhas | Copyright: Into The Balkans

Suscríbete a nuestro boletín de noticias y gana 50 € de descuento en el siguiente viaje

Gracias por su inscripción.

Pin It on Pinterest

Share This