Belgrado ao detalhe: o bairro de Dorcol

No coração de Belgrado fica um dos bairros mais antigos da cidade, sem dúvida o mais vibrante e mais cohecido na capital sérvia, Dorcol. Dizem que este bairro é o que Manhattan é para Nova Iorque, Kreuzberg para Berlim ou o Bairro Alto para Lisboa. A autenticidade de Dorcol reflete-se no seu charme urbano com grande herança histórica e cultural, que encanta os visitantes. Localizado na freguesia de Stari grad (Cidade antiga), Dorcol tem passado por um processo de renascimento artístico – sobretudo desde os anos 2000 – o que contribui para que hoje seja considerado um dos bairros mais cool do mundo.

O bairro encontra-se imediatamente abaixo da Praça da República (Trg Republike), a praça principal da cidade. A melhor forma de chegar é descer qualquer uma das ruas laterais ao Teatro Nacional (ruas Dositejeva e Francuska), e virar à esquerda em qualquer uma das suas perpendiculares.

Um elétrico passa pelo Zoo de Belgrado, no bairro de Dorcol. Fonte: reminder.rs

Um pouco de história

O nome do bairro é um dos inúmeros legados do domínio turco nesta região: provém das palavras dört (quatro) e yol (estrada), o que literalmente significa “quatro estradas” ou “intersecção (de quatro estradas)’’, na realidade representa o cruzamento das ruas Cara Dusana e Kralja Petra. Na rua Cara Dusana encontra-se também a casa mais antiga de Belgrado, construida no ano 1727. Dorcol considera-se o berço da kafana (um restaurante típico, com comida local e música ao vivo), uma autêntica instituição da vida boéma; no século XVI os otomanos abriram o primeiro local registado sob o nome kafana, que nessa altura só servia café turco, a bebida típica na Sérvia.

Aqui lhe trazemos os lugares mais interessantes, os restaurantes imperdíveis nesta zona central e cheia de arte que se pode visitar num par de horas e a pé. Dorcol está na vanguarda não só na cidade de Belgrado, marcando tendências em toda a região! Vamos conhecer o bairro das quatro estradas!

Museu de Vuk e Dositej no bairro de Dorcol, em Belgrado

O que devo ver em Dorcol?

Skadarlija, bohemian rapsody – A “Skadarlija” é considerada a principal zona boémia da cidade, sendo frequentemente referida como “Montmartre de Belgrado”. Toda a zona foi referida como o bairro cigano até 1872 (devido ao grande número de habitantes desta etnia) quando a rua recebeu o nome da cidade de Skadar, que era a capital do estado medieval sérvio. A Skadarlija tornou-se a rua mais vibrante da cidade, cheia de restaurantes que se orgulham de ter servido as celebridades mundiais que os visitaram ao longo das décadas, como Hitchcock ou Jimmy Hendrix. Aqui podem degustar-se pratos sérvios, ouvir música tradicional ao vivo ou contemplar o ambiente espetacular da rua.

Comida e música típicas da Sérvia nos restuarante da rua Skadarlija, em Belgrado

Herança turca: A Mesquita de Bajrakli e o Museu de Vuk e Dositej – Durante séculos, Belgrado foi ocupada pelo Império Otomano, islâmico. Mais de 250 mesquitas foram construídas pela cidade, e a presença do Islão era difícil de ignorar. Devido às mudanças provocadas pelas revoluções do início do século XIX, hoje só resta uma mesquita. A Mesquita de Bajrakli está situada em Dorćol, na Rua Gospodar Jevremova, e é a lembrança visível de um passado não tão distante.

O Museu de Vuk e Dositej, duas importantes figuras das letras sérvias dos séculos XVIII e XIX, encontra-seinstalado numa magnífica casa do período otomano, construída em 1739. Dois séculos mais tarde, em 1939, uma completa reordenação territorial do bairro quase ordenou a destruição desta construção, que acabou por sobreviver e hoje é considerado um monumento cultural histórico.

A mesquita de Bajrakli, no coração de Belgrado

Os grafittis do Partizan – A rivalidade intensa entre os principais clubes de futebol da cidade, Partizan de Belgrado e Estrela Vermelha (campeão europeu em 1991) domina o mundo do graffiti nesta zona da capital sérvia. Dorćol é o lar de alguns dos murais mais espetaculares da cidade. Iniciado pelo grupo conhecido como Grobarski Trash Romantizam, uma série de lendas do Partizan são retratadas ao lado de artistas, atores, músicos, etc, representando as crenças fundamentais do clube e toda a beleza de um bom jogo.

Grafitis relacionados com o Partizan de Belgrado no bairro de Dorcol

Uma volta pelo rio Danúbio – o Cais de Dorcol (conhecido como Cais de 25 de Maio entre os belgradenses) é um lugar ideal para dar uma volta, andar de bicicleta, de patins ou simplesmente desfrutar de vistas para o rio enquanto toma um café num dos vários bares. 

A partir daqui pode ainda caminhar até à torre Nebojsa e à parte inferior da fortaleza de Kalemegdan.

Pôr do sol no rio Danúbio, em Belgrado. Fonte: mapio.net

Onde comer:

Dorcol oferece uma variedade de opções para todos os gostos. No restaurante/cafetaria Red Bread (rua Dositejeva nº 22) vai encontrar comida servida com criatividade e ajustada a gostos e necessidades dos visitantes a preços acessíveis. Este local é muito frequentado pelos estrangeiros que vivem na cidade, que procuram um dos poucos restaurantes onde não é permitido fumar.

Se quiser provar panquecas ao estilo sérvio (as famosas palacinka), não perca o restaurante de street food Glumac (Dositejeva nº 7), com doses mais que suficientes de panquecas, saladas ou doces. Mas a cena imperdível para descobrir os pratos preferidos de comida de rua entre os sérvios tem de ser o Loki (rua Strahinjica Bana, nº 36). Atenção: não é uma opção para veganos ou vegetarianos! Ainda para quem procura comida local, mas de faca e garfo, o Walter (Strahinjica Bana 57) é uma excelente opção com comida saborosa que não pesa na carteira. A variedade de opções é tal que pode até encontrar – pasme-se! – comida de rua venezuelana no Tepuy Belgrado (Jevrejska 3).

Ainda no segmento de comida local mas na vertente Kafana (os tais restaurantes com música tradicional sérvia) é indispensável mencionar o Konoba Akustik (rua Cara Dusana nº 13). Este restaurante tem uma particularidade interessante: encontra-se nas fundações de um edifício que é nada mais nada menos que a Faculdade de Física da Universidade de Belgrado!! Só em Belgrado encontraríamos esta mistura!

Para os que preferem comida internacional num ambiente mais elegante, Smokvica será uma escolha perfeita. Esta é uma cadeia que se encontra em vários pontos da cidade, dois dos quais em Dorcol, na rua Kralja Petra nº 56 e na Gospodar Jovanova 45. Nesta última até poderá ficar alojado num dos seus AirBnbs! Há ainda o famoso japonês Marukoshi (rua Kapetan Misina 37)!

A cadeia Smokvica, um dos restaurantes imperdíveis de Belgrado. Fonte: smokvica.rs

O ideal mesmo é perder-se pelo bairro pois todo ele está polvilhado de restaurantes! Mas deixamos duas dicas que lhe irão poupar tempo. Se procura um restaurante high-end procure na rua Strahinjica Bana ou simplesmente dirija-se ao Klub Knizevnika (rua Francuska, nº 7), um dos restaurantes mais conceituados da cidade, localizado numa agradável estufa em vidro!

Onde tomar um copo ou um café

Graças à sua localização, Dorcol é o bairro que primeiro vem à mente para os belgradenses combinarem um encontro com os amigos, ter reuniões ou comer. Não é de estranhar a vasta oferta de cafés, bares e restaurantes só nesta área. Aqui lhe deixamos a seleção da Into The Balkans se quiser tomar um copo ou um café num ambiente distinto:

– para tomar um café: Przionica (Dobracina 59) é o primeiro lugar na Sérvia que combina torrefação, venda, fabricação e consumo de café num só lugar. Não há bar no sentido clássico, mas todo o espaço é aberto e acessível para incentivar a discussão e a educação sobre o café que se serve em pequenas quantidades com atenção especial à qualidade da preparação de cada bebida. Recomendamos ainda o emblemático Pastis (Strahinjica Bana 52b) ou o Kafeterija (Zmaja od Nocaja 13), este último um agradável local onde praticamente todas as bebidas são à base de café e não poderá tomar uma cerveja ou coca-cola!

– para tomar um cocktail: Blaznavac (rua Kneginje Ljubice 18). Na realidade, aqui pode pedir tudo, de café a whiskey, mas o Blaznavac é conhecido pelo seu ambiente colorido e criativo e a preparação dos cocktails. O nome peculiar provém do ex-proprietário da casa onde o bar está localizado, Zivojin Blaznavac, presidente da Câmara Municipal da cidade do século XIX, outro recanto histórico oculto num bar urbano. Muito típico de Dorcol!

O bar Blaznavac no bairro de Dorcol em Belgrado. Foto: Nevena Paunovic Lonely Planet

– para tomar um vinho: Podrum (rua Visnjiceva 7). Um fantástico winebar com um agradável rooftop. Mas como sempre acontece em Belgrado é um terraço peculiar…. Fica num primeiro andar, já que o prédio é de apenas 1 piso. Ainda assim imperdível!

– para tomar algo com música soul e funk: Leila Records Store (Gospodar Jevremova 6). Leila é ao mesmo tempo uma loja de discos de vinil e um bar, portanto um ambiente ideal para conhecer e passar o tempo com os amigos ou começar o aquecimento para a festa a seguir. Dorcol tem uma incrível oferta de diversos clubes noturnos para os que quiserem continuar a desfrutar pela noite dentro. 

Leila Records Store. Foto: 011info

A riqueza de Dorcol não cabe num só texto. Por isso, convidamo-lo a juntar-se a nós e começar a caminhada pelo bairro mais emblemático de Belgrado. Venha conhecer os seus encantos!

 

Outras leituras de interesse:

 

Fontes: Wikipedia, https://theculturetrip.com/ e https://stillinbelgrade.com / 
Tradução e co-autoria: Into the Balkans
Foto de capa: City Expert

Este site é propriedade da empresa Talas Travel, agência de viagens nº 33/2015, de direito sérvio.

Design: Joana Figueiredo | Desenvolvido por: Sites Sem Espinhas | Copyright: Into The Balkans

Assine a nossa newsletter e ganhe 50€ de desconto na próxima viagem

Obrigado pela sua inscrição.

Pin It on Pinterest

Share This