ALBÂNIA

ILUSTRE DESCONHECIDA

O que visitar na Albânia?

No norte do país o principal atrativo é a pequena cidade de Shkoder, uma espécie de posto fronteiriço anticipado entre a Albânia e o Montenegro. Do alto do castelo a vista é maravilhosa para o Lago de Shkoder/Skadar (como lhe chamam os montenegrinos com quem partilham este que é o maior lago dos Balcãs). A partir daí os fãs de turismo de natureza e outdoor poderão visitar o Parque Nacional de Valbona nas montanhas no extremo norte do país.

No centro do país fica Tirana, a capital. A cidade, maioritariamente moderna, deixará qualquer turista boqueaberto com o seu movimento vibrante, população jovem e quantidade de restuarantes, bares e outros locais de diversão. A partir de Tirana facilmente se visita a vila de Kruje, onde fica o Museu de Skenderbeg, o herói medieval albanês. Indo para sudoeste chega-se à cidade costeira de Vlora e daí para sul é só seguir a estrada cénica que atravessa montanhas, vales, florestas e curvas dramáticas com vistas magníficas para aceder a algumas das praias mais famosas do sudoeste albanês: Dhermi, Himare, Borsh, Sarande e Ksamil. No extremo sul fica o Parque Nacional de Butrint, famoso pelos vestígios romanos e por estar inscrito na Lista de Património Mundial da Unesco.

A partir desse ponto e indo novamente para Tirana (norte) mas pelo interior, as paragens obrigatórias são as cidades de Gjirokaster Berat, ambas consideradas também Património da Humanidade da Unesco.

Por todo o país podem ser avistados bunkers de vários tamanhos que foram construídos durante o período comunista e que agora se tornaram um atrativo mais para quem visita o país.

 

Informações adicionais

Vários países dos Balcãs constam certamente entre os menos conhecidos da Europa e a Albânia não é excepção! A entrada no país geralmente faz-se a partir do Montenegro – a norte, da Macedónia – a este, ou por Tirana – a capital e única cidade com aeroporto internacional. A Albânia tem ainda fronteiras terrestres com o Kosovo e Grécia, embora essas sejam geralmente menos utilizadas para quem visita o país em circuito que engloba outros países.

A Albânia é um país maioritariamente muçulmano, mas como tantos outros nos Balcãs sofreu diversas influências ao longo da sua história. Assim é comum encontrar também católicos e ortodoxos, sobretudo em determinados pontos do país. As rivalidades religiosas são menos sentidas que em outros países da região pois durante o período comunista o ditador Enver Hoxha proibiu severamente qualquer religião, determinando o “albanismo” como a única “religião” do país. Dado a sua ultra ortodoxia política e económica o país permaneceu extremamente atrasado para o contexto europeu, tendo vindo a recuperar desde que em 1992 se abriu ao capitalismo e ao exterior. A moeda oficial é o Lek.

Este site é propriedade da empresa Bússola Flexível Unipessoal Lda, registada no Turismo de Portugal com o nº RNAVT 8882.

Design: Joana Figueiredo | Desenvolvido por: Sites Sem Espinhas | Copyright: Into The Balkans

Assine a nossa newsletter e ganhe 50€ de desconto na próxima viagem

Obrigado pela sua inscrição.

Pin It on Pinterest